Após aderir ao #EleNão, Anitta recebe mais de 50 mil ‘descurtidas’

Após aderir ao #EleNão, Anitta recebe mais de 50 mil 'descurtidas'

Dez dias após publicar um vídeo em que mostrou apoio ao movimento #EleNão, contra o candidato Jair Bolsonaro, Anitta recebeu mais de 50 mil “negativações” (“descurtidas”) em seus clipes antigos, vídeos e propagandas no YouTube, além de xingamentos nos sistemas de comentários.

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, apenas a mais nova propaganda que ela fez para a operadora Claro ganhou 55 mil negativações em menos de uma semana.

Por causa disso, a equipe de Anitta desabilitou a opção de comentários em seus canais oficiais.

O colunista ainda publicou um texto que está sendo espalhado entre eleitores de Bolsonaro, convocando boicote contra a artista. Leia íntegra (erros de português foram mantidos):

“Galera, esta ideia partiu de outro grupo que participo… Os artistas não podem nos representar, e uma forma de calar eles (sic) a partir de agora é influenciar em suas vidas e contratos que possuem milionários.. Este daqui (segue link) é um vídeo da Anitta da Claro. Fica muito claro que se a gente negativar o vídeo como foi que nos fizeram do Mito a tendência são eles perderem seus contratos com patrocinadores como este daí… Peço que repassem ao máximo para seus grupos de amigos… Vamos buscar mexer na vida deles para perceberem o que passamos. Desafio negativar geral… começando por ela.”

Deixe uma resposta