Bolsonaro: reforma será a que for possível de aprovar no Congresso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), confirmou que tratará da aprovação da reforma da Previdência com o presidente Michel Temer em reunião marcada para quarta-feira (7), no Palácio do Planalto.

Segundo ele, é importante que “saia alguma coisa”, mas ele disse que isso dependerá da vontade do Legislativo.

“Tem que sair [alguma aprovação este ano]. Gostaríamos que saísse alguma coisa. E não é o que nós queremos ou o que a equipe econômica quer, mas o que a gente pode aprovar na Câmara ou no Senado”, afirmou.

A declaração foi dada na chegada de Bolsonaro ao Ministério da Defesa, onde almoça com o ministro Joaquim Luna e Silva.

O presidente eleito disse que as Forças Armadas não terão orçamento contingenciado em seu governo.

“Segundo o Paulo Guedes, não terão recursos contingenciados. É ele que manda na economia”, afirmou.Segundo Bolsonaro, a medida é justa pela atuação das Forças Armadas no país. Na visita a Brasília, a primeira desde sua eleição, ele vai se reunir com o comando das três Forças: Exército, Marinha e Aeronáutica.

“Nada mais justo, é um reconhecimento às Forças Armadas não contingenciar recursos, que são tratados com tanto zelo por eles que grandes servidos prestam para todo o Brasil, em especial nos momentos difíceis que a nação atravessa.” Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: