Brasileiro conquista bronze inédito na Copa do Mundo de Canoagem

Foto: Reprodução

O paulista Pedro Gonçalves, mais conhecido como Pepê, fez história neste sábado, 17, ao conquistar a medalha de bronze inédita no K1 (caiaque individual masculino), na etapa da Copa do Mundo de Canoagem, em Tacen, na Eslovênia. Esta é a primeira competição da equipe brasileira, após paralisação das disputas internacionais, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O canoísta fez o tempo de 74,32 segundos, ficando a 0,93 centésimos do primeiro colocado, o sueco Isak Ohrstrom. A prata ficou com o esloveno Peter Krauzer.

Apesar de ter feito a descida mais rápida da prova, na penúltima baliza Pepê sofreu uma penalidade e foi punido com dois segundos a mais. Outro brasileiro, Mathieu Desnocs, também competiu no K1, mas terminou em 17º lugar.

Em postagem emocionada no Instagram, Pepê, de 26 anos, revelou que a conquista deste sábado, 17, é resultado de 11 anos de dedicação.

“Escrevo esse texto muito emocionado, talvez um cisco entrou no meu olho hehe so? eu sei o que eu ja? passei para hoje dar um passo especial na minha trajeto?ria, sa?o 15 anos de muito trabalho e dedicac?a?o. Eu sai de casa com 16 anos em busca de um sonho e de la? pra ca? ja? chorei MUITO amargando provas ruins e resultados que eu queria colocar no lixo, mas passado esses anos fui aprendendo que tudo faz parte da caminhada e do processo pra hoje ele conseguir essa medalha”.

O paulista Pedro Gonçalves, mais conhecido como Pepê, fez história neste sábado (17), ao conquistar a medalha de bronze inédita no K1 (caiaque individual masculino), na etapa da Copa do Mundo de Canoagem, em Tacen, na Eslovênia. Esta é a primeira competição da equipe brasileira, após paralisação das disputas internacionais, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O canoísta fez o tempo de 74,32 segundos, ficando a 0,93 centésimos do primeiro colocado, o sueco Isak Ohrstrom. A prata ficou com o esloveno Peter Krauzer.

Apesar de ter feito a descida mais rápida da prova, na penúltima baliza Pepê sofreu uma penalidade e foi punido com dois segundos a mais. Outro brasileiro, Mathieu Desnocs, também competiu no K1, mas terminou em 17º lugar.

Fonte: ATarde

Compartilhe essa notícia
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta