Criança morre após ser espancada por colegas na saída de escola

Uma criança de 10 anos morreu nesta quinta-feira (6), uma semana depois de ter sido espancada por três adolescentes na saída da escola em Campo Grande (MS). De acordo com o pai de Gabrielly Ximenes, Carlos Roberto, a briga teria começado em sala de aula, quando uma das colegas xingou a mãe da vítima de “prostituta”.

“Uma delas disse para minha filha ‘Vou te deixar na cadeira de rodas'”, relatou o pai ao G1.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (SED), que responde pela instituição de ensino, disse que está acompanhando as investigações.

O pai relatou ao G1 que encontrou a filha no chão, chorando de dor, ao buscá-la na escola no último dia 29. Ele disse que as meninas usaram uma mochila “objeto pontudo” para agredir sua filha. Informações prévias apontam que a violência teria sido cometida por uma menina de 11 anos e duas adolescentes de 14 anos.

“Ela tomou aquela chuva deitada no chão. Foi levada para Santa Casa no dia 29 e ficou até o dia 30. Depois eles disseram que ela não tinha mais nada, e a liberaram. Não passaram nenhum remédio para minha filha”, disse o pai, acreditando que houve negligência médica.

A Santa Casa informou que a menina se queixava de dores na cabeça, mas exames não teriam apontado qualquer alteração. A instituição de saúde disse ainda que ela foi para casa após ter sido medicada.

Na última terça-feira (4), a menina voltou da escola se queixando de dores nas pernas. “Quando chegamos no hospital [Santa Casa], o estado dela já era grave, e já foi internada às pressas. A menina gritava e chorava de dor. Eles [médicos] disseram que deveriam fazer uma cirurgia para tirar uma secreção da perna dela, que atingiu os pulmões. Ela teve 7 paradas, e ela não aguentou”, lamenta .

Informações sobre o velório da vítima ainda não foram dadas. O caso será conduzido pela Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (DEAIJ).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: