Croata que se recusou a jogar depende da federação para receber medalha

A Fifa informou que caberá à Federação Croata decidir se dá uma medalha de premiação para o jogador Nikola Kalinic, cortado do time após se recusar a jogar no primeiro jogo da Copa do Mundo. A tendência é que os próprios atletas tomem uma decisão sobre o assunto.

Kalinic não quis entrar em campo como substituto na primeira partida da Croácia, diante da Nigéria. Por isso, o técnico Zlatko Dalic o cortou do time.

A Federação Croata avisou a Fifa sobre a retirada do atleta da delegação. Mas, pelo regulamento, ele continua a constar na lista do time. Seus status oficial na Fifa é ausente para todos os jogos, o que significa que não pode jogar.

Isso não o impede, no entanto, de receber uma medalha. Segundo a Fifa, são destinadas 50 medalhes para as federações que chegarem de primeiro a terceiro lugar. Cabe à própria associação nacional decidir o que fazer com os prêmios, explicou a federação internacional.

A assessoria da federação croata informou à ESPN que seriam os jogadores que decidiriam a questão e que não foi tomada ainda uma decisão sobre o tema. Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta