Daniel Alves está fora da Copa do Mundo

O baiano Daniel Alves está fora da Copa do Mundo. A lesão que o lateral de 35 anos sofreu no ligamento cruzado anterior do joelho direito o impedirá de estar em condições de jogo a tempo do Mundial, que começa no dia 14 de junho, na Rússia. A informação foi publicada inicialmente pelo site Globoesporte.com e depois confirmada pela CBF.

A decisão foi tomada após o médico da Seleção, Rodrigo Lasmar, encontrar com o jogador do PSG em Paris, na quinta-feira (10). Lasmar pediu exames complementares e constatou que Daniel precisará ser submentido a uma cirurgia. Mesmo que não fosse necessário, ele levaria, no mínimo, nove semanas de recuperação e também estaria fora da competição, pois esse prazo termina praticamente no final da Copa, que é dia 15 de julho.

Daniel Alves se machucou na final da Copa da França, terça-feira (8), contra o Les Herbiers. De acordo com nota emitida pelo PSG, o lateral sofreu uma “desinserção do ligamento cruzado anterior com entorse póstero-externo”. Na prática, significa que o ligamento se soltou do fêmur, porém não se rompeu.

Tite vai convocar a Seleção Brasileira para a Copa na próxima segunda-feira (14). Daniel é titular absoluto da equipe. Sem ele, as opções mais prováveis são Danilo (Manchester City) e Fagner (Corinthians), com Rafinha (Bayern de Munique) correndo por fora. O corintiano também está machucado e será avaliado no domingo (13).

Nascido em Juazeiro, no Norte do estado, Daniel iria para sua terceira Copa do Mundo. Foi reserva de Maicon em 2010, na África do Sul, e titular até as oitavas de final em 2014, no Brasil. Perdeu a posição para Maicon nas quartas de final, contra a Colômbia, e ficou no banco também na goleada de 7×1 para a Alemanha na semifinal.

O lateral é o jogador com mais troféus conquistados na história do futebol. São 38. Na galeria, porém, não consta o do principal torneio do mundo.

Com a ausência de Daniel Alves, é muito improvável que algum jogador baiano esteja na Rússia. O meia Anderson Talisca, do Fenerbahçe, e o zagueiro Jemerson, do Monaco, correm por fora.

Ainda na capital francesa, o médico Rodrigo Lasmar e o coordenador da CBF Edu Gaspar vão avaliar também a recuperação de Neymar, que passou por cirurgia no pé e não atua desde fevereiro. O camisa 10, no entanto, está na reta final da recuperação, e o quadro é considerado animador.

Deixe uma resposta