Delegado diz por que destruiu aparelho de som do acampamento pró-Lula

O delegado da Polícia Federal Gastão Schefer Neto, de 45 anos, disse que destruiu o equipamento de som usado no acampamento em defesa do ex-presidente Lula, em Curitiba, pois estava irritado com o barulho. O caso ocorreu na manhã desta sexta-feira (4).

“Fui lá como pai e cidadão. Minha filha de apenas 45 dias já não consegue dormir com toda essa barulheira”, disse Schefer em entrevista ao UOL.

Apoiadores de Lula disseram que o delegado invadiu o acampamento e destruiu o aparelho de som na hora do grito de “bom dia, Lula”, que é repetido pelo grupo todas as manhãs.

Schefer disse que não estava armado e que destruiu o equipamento após discutir com manifestantes.

“Empurrei o equipamento que caiu, mas estava funcionando, mesmo após a queda. Toda a polêmica é porque sou servidor público federal. O Lula está condenado a 12 anos [e um mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro]. Eles vão ficar todo esse tempo no acampamento? Quem vai aguentar? É cheiro de álcool, lixo sem recolher e algazarra o tempo todo e ninguém consegue resolver isso”, disse.

 

3 comentários em “Delegado diz por que destruiu aparelho de som do acampamento pró-Lula

  • maio 6, 2018 em
    Permalink

    Se o tal agressor falou que os manifestantes do Bom dia Lula sujam as ruas do local é mentira .
    Eu estive lá e está tudo muito organizado e limpo.

  • maio 6, 2018 em
    Permalink

    Se o tal agressor falou que os manifestantes do Bom dia Lula sujam as ruas do local é mentira .
    Eu estive lá e está tudo muito organizado e limpo.
    Quanto a Lula ter sido condenado é verdade, mas foi sem provas e por uma parte do judiciário brasileiro que envergonha os cidadãos justos do Brasil e do mundo.
    E o judiciário brasileiro já está recebendo as críticas mundiais.

Deixe uma resposta