Errata. Traficante é solto no RJ por motivos médicos e não por causa do Corona vírus

O traficante Rafael Alves, o Peixe, apontado como chefe do tráfico da Vila Aliança, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, deixou nesta terça-feira (17), o Complexo Penitenciário de Gericinó, por motivos médicos.

(Correção: o G1 errou ao informar que o preso foi solto pelo risco de contaminação do novo coronavírus. A decisão judicial que permitiu a liberação menciona que a defesa pede a soltura alegando que ele sofre de anemia falciforme. A informação foi corrigida às 22h30).

Peixe cumpria pena no semiaberto no Esmeraldino Bandeira sem direito a saída a rua. Ele respondia por tráfico e associação até maio de 2028. Agora, está em prisão domiciliar monitorada.

Peixe é portador de anemia falciforme, doença sanguínea hereditária. O diagnóstico é de 2016 e foi dado por médicos do Departamento Penitenciário Federal (Depen).

A Justiça do Rio entendeu que mantê-lo preso representaria um risco para sua saúde. O criminoso já deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó. A juíza Larissa Franklin Duarte determinou que em até cinco dias Peixe se apresente para colocar a tornozeleira eletrônica.

Peixe foi preso em setembro de 2015 por policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757