Estudo de Harvard diz que coronavírus pode ter começado a circular na China em agosto

O novo coronavírus pode estar em circulação na China desde agosto do ano passado. É o que aponta um estudo Harvard Medical School divulgado nesta terça-feira (9). A pesquisa utilizou imagens de alta resolução provenientes de satélites que mostraram aumento excepcional na movimentação em estacionamentos de hospitais de Wuhan, epicentro do vírus, e nos dados de buscas por sintomas da doença na internet.

“O aumento do tráfego nos hospitais e nos dados de pesquisa dos sintomas apontados em Wuhan é anterior a dezembro de 2019, considerado o período de início da pandemia do novo coronavírus”, diz o estudo. “Embora não possamos confirmar se o aumento do volume está diretamente relacionado ao novo vírus, nossas evidências corroboram com outro estudo recente que mostra ocorrências anteriores ao episódio no mercado de peixes”.

De acordo com a pesquisa, os resultados corroboram com a hipótese de que o o vírus surgiu naturalmente na região sul da China e já estava circulando potencialmente na época dos primeiros casos confirmados em Wuhan.

Hoje, a China sofre muito menos com os casos da doença. Nas últimas 24h, quatro pessoas tiveram a infecção confirmada.

Compartilhe essa notícia
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta