Fagner diz que ‘não tem que ser o Daniel Alves’ na seleção

O lateral corintiano Fagner ainda se recupera de uma lesão muscular no posterior da coxa direita, mas garantiu na manhã desta terça-feira que terá plenas condições de ajudar a seleção brasileira a partir do próximo dia 21, data da apresentação do grupo na Granja Comary.

“Estou me sentindo muito bem, fiz alguns trabalhos em campo, agora é ter paciência, ter cabeça boa. A recuperação está sendo bem feita, tenho certeza de que tudo vai correr bem quando eu me apresentar lá”, disse o jogador do Corinthians.

Convocado para a primeira Copa do Mundo, Fagner falou sobre o cenário atual da sua posição depois do corte de Daniel Alves. O corintiano agora disputa uma posição com Danilo, lateral do Manchester City.

“A qualidade e a carreira do Daniel Alves não têm comparação. Não tenho de ser o Daniel Alves, tenho de ser o Fagner, o Fagner que joga no Corinthians, que joga de uma maneira X. Tenho de me adaptar ao método de jogo da seleção para que eu possa jogar naquela situação, não os outros se moldarem ao Fagner ou ao Danilo. Procuro estar bem para ajudar da melhor maneira”, frisou Fagner.

O lateral direito comentou ainda sobre a situação do meio-campista Rodriguinho, que estava cotado para estar na lista de Tite, mas acabou fora da relação do Brasil para o Mundial da Rússia.

“Não tocamos muito no assunto com o Rodriguinho. Sabemos da qualidade dele, do potencial, do quanto ele é importante para o Corinthians. Não só pelo que fez esse ano, mas no ano anterior também. Tinha totais condições de estar lá. Vai continuar trabalhando para conquistar seus objetivos seja no Corinthians, seja onde for”, afirmou Fagner. Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: