Feira: Procurador municipal admite ter feito sexo com servidora que o acusa de assédio

O procurador-geral do município de Feira de Santana, Ícaro Ivvin, admitiu que manteve relação sexual com a servidora da secretaria de Desenvolvimento Social [Sedeso]. A mulher o acusou de a ter forçado ao ato, o que Ivvin nega. Segundo o site O Protagonista, o procurador-geral disse que o ato foi consensual, diferente com o que a servidora relatou. O fato ocorreu na própria Sedeso.

Nesta terça-feira, o procurador deve ser ouvido por uma sindicância instaurada pela prefeitura. No depoimento que admitiu ter feito sexo com a servidora, Ícaro disse que ele e a servidora trocaram carícias dentro da secretaria, ao final do expediente, já à noite. O procurador chegou a dizer que estava se preparando para sair da Sedeso quando foi abordado pela servidora. A versão é refutada pela mulher. Ela declarou que não fez a denúncia de assédio antes por temer que Ícaro ‘fizesse alguma coisa’.

O fato ocorreu no dia 14 abril. No dia seguinte, a servidora prestou queixa de assédio sexual contra o então secretário municipal interino da Sedeso, Ícaro Ivvin. Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia da Mulher (Deam) local. Desde então, ela informou que tem atendimento psicológico e psiquiátrico no Centro de Atendimento Maria Quitéria e Hospital Especializado Lopes Rodrigues, segundo seus advogados.

Compartilhe essa notícia
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta