Fifa multa técnico e dirigente sérvios que reclamaram de ‘roubo’

A Fifa anunciou nesta segunda-feira (25) as punições aplicadas ao técnico da Sérvia, Mladen Krstajic, e ao presidente da Federação Sérvia, Slavisa Kokeza, que reclamaram publicamente da arbitragem da derrota por 2 a 1 para a Suíça, na sexta-feira. Os dois foram multados em 5 mil francos suíços, equivalente a 19 mil reais.

Os dois foram punidos com base no artigo 57 do Código Disciplinar da Fifa, que pune “qualquer um que insulte alguém de alguma forma, especialmente usando gestos ou linguagem ofensivas, ou que viole os princípios do fair play”.

Tanto Kokeza quanto Krstajic reclamaram publicamente de um lance no qual o atacante Mitrovic foi segurado por dois defensores suíços ao mesmo tempo, sendo impedido de cabecear a bola com força depois de uma cobrança de escanteio em sua direção. O árbitro não apenas não marcou pênalti, como não solicitou o VAR.

No dia seguinte, o técnico da Sérvia, Mladen Krtaji, foi até o Instagram para reclamar. “Infelizmente, parece que só os sérvios enfrentam a justiça seletiva, com a maldita Haia e agora com o VAR no futebol”, escreveu.

A referência a Haia é uma crítica ao julgamento da Corte Internacional de Justiça, localizada nesta cidade holandesa, que condenou líderes iugoslavos, em sua maioria de origem sérvia, pelo genocídio de minorias, numa tentativa de limpeza étnica.

Já Kokeza concedeu entrevista à BBC britânica. “Eu não acho que o problema está apenas no VAR. Foi tudo direcionado pelas pessoas que escolhem os árbitros. Está claro para a Europa e para o resto do mundo que a Sérvia foi brutalmente roubada. Não espero que a Fifa tome alguma atitude em relação a esse roubo brutal, porque, repito, foi tudo direcionado”, atacou o dirigente.

Ele ainda levantou a tese que a Fifa já não deveria ter escalado o alemão Brych para ser o árbitro principal. “Todos sabemos que mais da metade da população da Suíça é alemã. Membros da comissão técnica, jogadores, a população da Sérvia, todos estão muito desapontados pela injustiça causada por algumas pessoas da Fifa”, criticou. Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: