Homem de SP infectado por coronavírus continua em isolamento domiciliar e passa bem

O morador de São Paulo, de 61 anos, infectado com coronavírus permanece em isolamento domiciliar e passa bem, informou a Secretaria Estadual de Saúde nesta sexta-feira (28). O paciente retornou de Turim, no norte da Itália, na sexta-feira (21) e teve o diagnóstico confirmado na quarta-feira (26).

Questionada se o paciente teve alguma alteração nos sintomas desde que foi confirmada a contaminação pela doença, a Secretaria de Estado da Saúde disse que “por questões éticas” não ia passar detalhes do quadro clínico.

Mais tarde, em coletiva de imprensa, o coordenador do Centro de Contingência, o infectologista David Uip disse que o paciente sairá da quarentena quando deixar de apresentar os sintomas da doença.

“O paciente está muito bem e sairá da quarentena assim que sair dos sintomas clínicos”, disse o médico infectologista David Uip.

Além do caso confirmado, o estado monitora 66 casos suspeitos. “Além dos sintomas respiratórios, esses pacientes têm histórico de viagem ou contato com caso suspeito”, destaca a secretaria.

Das 85 pessoas com suspeita de contaminação pelo coronavírus, 47 moram na capital paulista. Há ainda casos suspeitos em Campinas (3), Santos (3), Guarulhos (2), Bauru (2), Caieiras (2), e outras cidades do interior.

Primeiro coronavírus do país
O morador de São Paulo vindo da Itália foi o primeiro caso confirmado de contaminação pelo coronavírus do Brasil. O paciente de 61 anos estava assintomático e, depois de alguns dias, apresentou sintomas respiratórios. Ele procurou o Hospital Albert Einstein que constatou a doença.

A confirmação da infecção por coronavírus foi feita pelo Einstein, que registrou a suspeita e fez um teste, que deu positivo. O caso foi para o Instituto Adolfo Lutz para contraprova, exame que foi concluído em três horas, confirmando o resultado. No domingo (23), o homem havia participado de uma reunião familiar, o que levou o Ministério da Saúde a colocar 30 pessoas que tiveram contato com ele em observação.
Centro de Contingência
Após a confirmação, o governo estadual anunciou a criação de um centro de contingência para monitorar casos de coronavírus no estado. A função do centro de contingência será coordenar ações contra a propagação do Covid-19. O grupo será presidido pelo infectologista David Uip e contará com profissionais do Instituto Butantan e médicos das redes pública e privada, sob a supervisão do Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757