Homem diz que cometia estupros na Ufba por ser ‘mais seguro’

Suspeito de estuprar jovens escolhia Ufba por não ter segurança

O auxiliar de cozinha acusado de sequestrar e estuprar três mulheres em diferentes campus da Universidade Federal da Bahia (Ufba) disse que escolheu o local pois “se sentia mais seguro para cometer o crime”. O suspeito confessou ser o autor dos crimes, que ocorreram entre 17 de maio e 20 de julho.

“Ele fala que a escolha da Ufba é porque na rua ele teria menos chance de ser pego. A escolha da vítima segundo o autor era realizada de forma aleatória. Aquela que estivesse mais vulnerável, sem se preocupar e distraída, ele abordava”, contou Delmar Bittencourt, delegado do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP).

O suspeito teria também assaltado as vítimas pois ele estava sofrendo ameaças de um agiota, com quem ele pegou R$ 3 mil. “Ele não sabe informar o que o levou a praticar esse ato, sendo que só precisava do dinheiro. De uma das vítimas ele pegou em torno de R$ 120. Da segunda vítima pegou R$ 900. Da terceira, foram R$ 1.900”, revelou o titular do DCCP.

De acordo com o Bahia Notícias, os crimes ocorriam por volta das 19h. O estupro acontecia em um bairro próximo a Ondina, onde ele roubava os pertences das vítimas e seguia pela BR-324.

O suspeito foi preso preventivamente pelo roubo qualificado de três carros. Ele também deverá responder pelos crimes de estupro e restrição de liberdade.

Deixe uma resposta