Mar destrói hotéis e restaurantes e ameaça residências na Ilha de Itaparica

Uma faixa de areia que chegava a 150 metros de extensão e um mar de águas calmas e mornas. Assim era Cacha Pregos, distrito de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, quando foi apelidada por visitantes de Caribe Baiano, por conta da semelhança com o destino mundialmente conhecido pelos turistas. Só que hoje, este mesmo mar avança com força sobre os imóveis construídos, inicialmente, a cerca de 100 metros da água. A faixa de areia e tudo que estava ao lado dela, como pousadas, bares e restaurantes – são nove imóveis até aqui –, foram destruídos ou, literalmente, arrastados pela maré.

Diante da situação, que ameaça dezenas de residências no local, técnicos da Superintendência do Patrimônio da União da Bahia (SPU) vão até o local, na próxima quarta-feira (19), para avaliar o que pode ser feito.

O cenário é realmente preocupante: árvores arrancadas pela raiz, postes de iluminação arrastados por quilômetros, escombros e mais escombros sobre a areia. A nova configuração da praia, que ainda tem pouco mais de 30 metros de extensão, começou a mudar em 2016, de acordo com moradores e comerciantes. E é na região de beira-mar onde os estragos são maiores.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: