Morre na Bahia Mãe Stella de Oxóssi, aos 93 anos

Mais importante e influente líder religiosa do candomblé em atividade no país, a ialorixá Mãe Stella de Oxóssi morreu nesta quinta-feira (27) em Santo Antônio de Jesus (108 km de Salvador).

Ela havia sido internada no dia 15 de dezembro com um quadro de infecção urinária e insuficiência renal, mas não resistiu e morreu na tarde desta quinta.

Mãe Stella de Oxóssi dedicou 80 anos da vida ao candomblé e comandou durante 42 anos o terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, em Salvador.

Enfermeira de formação, também era escritora e tornou-se membro da Academia de Letras da Bahia em 2013.

Fundado em 1910 pela ialorixá Mãe Aninha, o Ilê Axé Opô Afonjá é um dos terreiros de candomblés mais tradicionais da Bahia.

Foi frequentado por baianos ilustres como Jorge Amado e Dorival Caymmi, além do artista plástico argentino Carybé e o fotógrafo francês Pierre Verger, radicados na Bahia.

Mãe Stella é a quinta ialorixá do Ilê Axé Opô Afonjá. Assumiu o posto em 1976, como sucessora de Mãe Ondina, e tornou-se uma das principais líderes religiosas da Bahia.

Com a idade avançada, estava com a saúde debilitada há, pelo menos, dois anos. Sofreu um acidente vascular cerebral, perdeu parte visão e se locomovia com a ajuda de uma cadeira de rodas. Desde 2016, não participava de cultos e festividades do terreiro. Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: