Neto desestimula pressão por reabertura do comércio: ‘Não é indo fazer buzinaço’

Mais uma vez questionado sobre a possibilidade de reabertura do comércio neste momento, o prefeito ACM Neto ressaltou que é sensível à questão, inclusive porque também é empresário, mas disse que a decisão não será tomada por pressão popular. Mais cedo, lojistas de shoppings de Salvador realizaram uma carreata em direção à sede da gestão municipal, no Centro Histórico, para pedir o retorno das atividades.

“Em relação aos pedidos, eles são legítimos. (…) Eu entendo, me coloco no lugar das pessoas”, pontuou antes de continuar. “Mas não é por pressão, não é por carreata, não é indo fazer buzinaço na porta de minha casa, não. Não é por aí”, ressaltou, acrescentando que já está acostumado a situações como essa.

Desde o início da pandemia, o prefeito tem repetido que as decisões são tomadas com base técnica. A capital baiana está com o comércio fechado há pouco mais de três meses. Ao comentar sobre o assunto, em coletiva realizada na quinta (18), o prefeito disse esperar que em julho as atividades possam ser normalizadas, com regras que garantam a segurança da população.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), até ontem, a cidade contabilizou 21.928 casos da Covid-19 e 827 mortes em decorrência da doença.

Compartilhe essa notícia
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta