Partido de Manuela d’Ávila faz fusão com o PPL para não ser extinto

O PC do B de Manuela d’Ávila vai incorporar o PPL (Partido Pátria Livre), neste domingo (2), a fim de superar a cláusula de barreira.

Segundo a coluna Painel, da Folha, o partido pretende formar uma frente democrática que será liderada por d’Ávila, que foi candidata a vice-presidente de Fernando Haddad (PT), e Flávio Dino, governador do Maranhão.

A regra da cláusula de barreira foi aplicada na eleição de 2018. Cada partido tinha de ter conseguido pelo menos 1,5% dos votos válidos, distribuídos em, ao menos, nove unidades da federação. Uma outra opção era eleger, no mínimo, nove deputados distribuídos em pelo menos nove estados da nação.

Caso essas exigências não sejam atingidas, a sigla fica sem recursos de fundo partidário e sem tempo de propaganda gratuita, o que acarreta na sobrevivência do partido.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: