Polícia prende suspeito de manter família refém e estuprar mulher no Crato

A polícia prendeu um homem suspeito de assaltar, manter mãe e filho reféns e estuprar a mulher na cidade de Crato, no interior do Ceará, na noite desta terça-feira (3). Após o crime de violência sexual, o suspeito fugiu no veículo da vítima e foi localizado por meio de câmeras de videomonitoramento recentemente instaladas no município.

A vítima voltava para casa com o filho de noves anos quando foi abordada por um homem armado, em um semáforo no Bairro Pimenta.

“Ele entrou no carro, que estava destravado, sentou do lado dela e anunciou o assalto. Disse que iria matá-la se não obedecesse, depois, pediu para tomar o rumo do Bairro Granjeiro, e pediu que ela fosse ao sítio Coqueiro, onde ocorreu o crime”, explica a delegada Kamila Brito, que investiga o caso.

“Foi um crime que chocou a cidade, está todo mundo abalado, eu estou abaladíssima”, afirmou a delegada. “No local onde ele consumou o ato, a mulher falou: ‘me leve pelo menos para fora do carro, para poupar meu filho'”, diz Kamila.

Abandonados em matagal
Após o estupro, a mãe e a criança foram deixadas em um matagal na zona rural do Crato. “Ela pediu socorro em uma casa, um homem socorreu, levou ela pra delegacia. Quando ela estava no IML, ela recebeu uma ligação informando que o homem havia sido preso, pra ela fazer o reconhecimento. Ela reconheceu sem vacilo”, afirma a delegada.

O suspeito fugiu no veículo da vítima e foi localizado com ajuda de câmeras de videomonitoramento, instaladas na cidade há menos de uma semana, em 29 de junho. No carro estavam os pertences da vítima, como celular e relógio, afirma a Polícia Civil.

A vítima recebeu um coquetel de medicamento para evitar contágio de doença. O suspeito segue preso na delegacia do Crato.

Deixe uma resposta