Queiroz pagou mensalidades escolares das filhas de Flávio Bolsonaro, diz MP do Rio

Provas obtidas por promotores do Rio de Janeiro indicam que o ex-policial militar e ex-assessor da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz, teria pagado mensalidades da escola em que as filhas do senador Flávio Bolsonaro estudam. Queiroz foi preso pela Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (18). As informações foram publicadas em reportagem do El País.

Queiroz e Flávio Bolsonaro são investigados pela suspeita de um esquema de “rachadinha”, em que supostamente desviaram verbas salariais públicas de funcionários do gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A reportagem do El País traz a informação de que ao solicitar a prisão de Queiroz, os promotores apresentaram à Justiça novas provas de que o ex-policial atuava como uma espécie de operador financeiro de Flávio. Os investigadores obtiveram imagens de Queiroz fazendo pagamentos no caixa do banco, que pelo horário, pela data e pelos valores, foram feitos para a quitação das mensalidades escolares das filhas do senador. Como os valores dos pagamentos de Queiroz coincidiam com os custos financeiros das mensalidades, além de existir coincidência do horário das imagens de Queiroz e do horário da quitação dos boletos, os promotores avaliaram que Queiroz foi o responsável pelos pagamentos.

Compartilhe essa notícia
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta