‘Sou persistente e quero jogar a Copa de 2022’, diz Daniel Alves

O ex-capitão da seleção brasileira Daniel Alves foi cortado desta Copa na Rússia após ter lesionado o joelho. Mesmo assim, esteve com os craques da seleção antes do jogo contra a Sérvia, na primeira fase do Mundial. Antes da eliminação do Brasil, o lateral direito deu uma entrevista para a Veja, dizendo que seu objetivo é fazer parte da Copa do Catar, em 2022.
“Normalmente, sou muito persistente nos meus planos e eu nunca deixarei de tentar aquilo que considero ser uma chance, uma possibilidade de poder lutar. Outros jogadores já foram a copas com idades mais avançadas e eu acredito, por que não? Vou tentar. Tenho um cuidado muito grande com a minha profissão e colho os frutos desse cuidado. Então, é uma possibilidade, sim”, afirmou.

Daniel Alves também defende o amigo Neymar, alvo de críticas pela imprensa por conta do grande número de quedas em campo.

“Tem coisas que as pessoas não sabem sobre o Neymar. A pressão sobre ele é muito grande, mas acredito que isso serve para criar uma casca. Neymar tem consciência de que a seleção brasileira não é só ele, é muito mais que isso. Ele é o nosso diferencial e sua arma é tentar desestabilizar o adversário com o seu talento. Ele não é cai-cai! Cair é a uma forma de se defender. Às vezes, você salta para que não te machuquem. E as pessoas acham que, para te machucarem, para você sentir dor, tem que ser uma porrada”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *