Tenente da PM é um dos homens que assediou mulher na Rússia

O tenente Eduardo Nunes, que serve em Lages (SC), foi o segundo homem identificado no vídeo em que um grupo de brasileiros ofende uma mulher na Rússia, durante a Copa do Mundo, com comentários sexuais. A identidade dele foi confirmada na manhã desta terça-feira (19) pela Polícia Militar de Santa Catarina.

O comando da PM catarinense disse em nota que “abrirá um processo administrativo-disciplinar para apurar a conduta irregular do militar”.

“A corporação não corrobora com este tipo de atitude, que é incompatível com a profissão e o decoro da classe, previsto no Regulamento Disciplinar e no Estatuto da PMSC, independentemente de estar em período de férias, folga de serviço ou qualquer outra situação de afastamento, devendo, portanto, responder por suas atitudes”, diz a nota.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, o primeiro homem identificado no vídeo foi o advogado Diego Valença Jatobá, pernambucano do Recife, que é ex-secretário de Turismo de Ipojuca (PE). A Ordem dos Advogados do Brasil no estado publicou uma nota de repúdio ao caso nesta segunda-feira (18).

“A preconceituosa atitude é causa de vergonha para todos nós, brasileiros, e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero, em que cada dia mais as instituições públicas e privadas estão em busca de soluções conjuntas para que nenhuma mulher sofra qualquer tipo de violência ou discriminação pelo fato de ser mulher”, diz o comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *