TSE abre investigação sobre Bolsonaro e compra de mensagens anti-PT

O ministro Jorge Mussi, corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), abriu na noite desta sexta-feira (19) uma ação para investigar o caso denunciado pelo jornal “Folha de S.Paulo” sobre a compra pacotes de disparos em massa de mensagens anti-PT pelo aplicativo WhatsApp.

De acordo com a “Folha”, a decisão de Mussi atendeu a um pedido do PT de Fernando Haddad contra Jair Bolsonaro (PSL), adversário dele no segundo turno das eleições presidenciais.

Os advogados do PT também pediram medidas cautelares, com quebra de sigilo e busca e apreensão de imediato, mas essa solicitação foi negada pelo ministro.

Jair Bolsonaro foi notificado pelo TSE e o candidato do PSL à Presidência tem agora um prazo de cinco dias para se manifestar sobre o caso.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: