Uribe vai bem, Abel dá chances a todos e Fla vence Ajax nos pênaltis

A temporada de 2019 começou para o Flamengo com uma vitória, nos pênaltis, sobre o Ajax: 4 a 3 após a igualdade em 2 a 2 no tempo regulamentar. Mais do que os pontos conquistado, o resultado e a atuação podem ser comemorados por terem sido conquistados diante de um adversário em pleno ritmo de jogo.

O teste, válido pela Florida Cup, serviu para Abel Braga dar chance a quase todos do grupo e teve como destaque dois atletas: o atacante Uribe, que fez os dois gols do Flamengo, e o goleiro Diego Alves, que pegou muito na partida.

Pelo empate no tempo regulamentar e a vitória nos pênaltis, o Flamengo conquistou dois pontos. O time de Abel Braga volta a campo no sábado. O duelo, no Orlando City Stadium, será contra o Eintracht Frankfurt, às 19h.

Com a bola no chão, Ajax chega aos gols

A expectativa por um bom futebol era maior em cima do Ajax, uma vez que o time holandês está em pleno ritmo de jogo no meio da temporada europeia. Sem força máxima, no entanto, o time comandado por Erik Ten Hag enfrentou o melhor Flamengo que Abel Braga dispunha e a primeira etapa foi equilibrada.

O time da Gávea não ficou devendo na parte física. Contudo, alguns erros de passes simples e erros de posicionamento, deixando o ataque em posição de impedimento, deixavam claro que a equipe está em início de pré-temporada.

Neste cenário, quando o Ajax colocou a bola no chão e trocou passes, levou perigo à meta de Diego Alves – único jogador do Fla que iniciou e terminou a partida. Foi pelo lado esquerdo, nas costas de Pará e Léo Duarte, que o time holandês encontrou mais espaços. Foi por ali que Cerny tabelou, invadiu a área e cruzou para o centroavante Huntelaar abrir o placar no Orlando City Stadium.

Depois de Uribe aproveitar ótima assistência de Everton Ribeiro e encobrir o baixinho Lamprou – o goleiro grego mede 1,76m -, os holandeses voltaram a ficar na frente do placar com Labyad, após ótima troca de passes na entrada da área, deixando a defesa do Fla perdida no lance. Diego Alves nada pôde fazer.

Uribe começa o ano em alta

Uribe, outra vez, apareceu bem para empatar a partida pela segunda vez. Diego finalizou de fora da área, Lamprou soltou e o camisa 20, como centroavante, só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol. Ótimo início para o atacante, que terá a concorrência de Gabigol, Henrique Dourado e Lincoln na temporada.

Abelão mexe, Fla sofre, mas segura empate

Como esperado, o técnico Abel Braga fez várias mudanças e usou a etapa final para rodar o grupo, fazer testes e, por exemplo, promover a estreia de Rodrigo Caio no Flamengo. Assim, diante de um rival ainda mais desentrosado, o Ajax dominou amplamente o segundo tempo. Foram várias chances de gol criadas.

Todos os jogadores de linha que começaram a partida foram substituídos por Abelão. A exceção ficou por conta do goleiro Diego Alves, que justificou com uma grande atuação individual. Foram, ao menos, quatro defesas importantes do camisa 1 – que teve a permanência no time da Gávea ameaçada na virada do ano -, em finalizações de Ekkelenkamp, Labyad, Cerny e Kristensen no duelo.

jJean Lucas foi quem mais deu trabalho à marcação adversária, puxando bons contra-ataques e, boa parte das vezes, sendo parado com faltas. Como o Fla adotou uma postura mais defensiva, Henrique Dourado participou pouco.

Nos pênaltis, Rubro-Negro leva a melhor

Labyad fez para o Ajax. Piris da Motta deslocou o goleiro e empatou. Traoré viu Diego Alves tocar na bola, mas converteu a cobrança. Seguro, Rodinei fez 2 a 2. De Wit fixou o olhar na bola e marcou. Na sequência, Trauco voltou a deixar o placar da disputa em igualdade. Até ali, 100% de aproveitamento nas batidas.

Contra Veltman, Diego Alves acertou o lado, mas a bola explodiu na trave e saiu. Assim, coube a Berrío colocar o Flamengo na frente. Por fim, o zagueiro Magallan bateu mal, isolou a bola e garantiu a vitória rubro-negra em Orlando.

FICHA TÉCNICA

AJAX 2 (3) X (4) 2 FLAMENGO

Local:

Orlando City Stadium, em Orlando (EUA)Data: 10/01/2019, às 22h

Árbitro: Estaban Rosano (EUA)

Assistentes: Francesco Terranova (EUA) e Anya Vogt (EUA)

Cartão amarelo: Piris da Motta e Jean Lucas (FLA); Wetman e De Wit (AJA)

Cartão vermelho: Não houve.

Gols: NHuntelaar (0-1, 15’/1ºT) Uribe (1-1, 18’/1ºT e 2-2, 42’/2ºT), Labyad (1-2, 33’/1ºT),

AJAX: Lamprou; Kristensen, Schuurs (Veltman, Intervalo), Magallan e Sinkgraven (Bakker, 32’/2ºT); Eiting (Jensen, 41’/2ºT), Gravenberch (De Wit, 13/2ºT) e Labyad; Cerny (Lang, 30’/2ºT), David Neres (Ekkelenkamp, 14’/2ºT) e Huntelaar (Traoré, Intervalo) – T: Erik Ten Hag

FLAMENGO: Diego Alves; Pará (Rodinei, Intervalo), Rhodolfo (Rodrigo Caio, Intervalo), Léo Duarte (Matheus Dantas, 17’/2ºT) e Renê (Trauco, Intervalo); Cuéllar (Ronaldo, 17’ºT), Willian Arão (Piris da Motta, Intervalo), Diego (Jean Lucas, Intervalo) e Everton Ribeiro (Thiago Santos, 14’/2ºT e, depois, Vitor Gabriel, 42’/2ºT); Vitinho (Berrío, Intervalo) e Uribe (Henrique Dourado, Intervalo) – T: Abel Braga

%d blogueiros gostam disto: