Vereador é assassinado e encontrado nu dentro de apartamento

Vereador é assassinado e encontrado nu dentro de apartamento

Silvânio Barbosa (MDB), vereador por Maceió (AL), foi encontrado morto, dentro do apartamento em que morava, no bairro do Benedito Bentes, na capitala alagoana, na manhã deste sábado (8). O corpo do político tinha perfurações, segundo a Polícia Militar, afirmando que o carro dele foi roubado. A motivação e a autoria do crime ainda são desconhecida pela polícia.

Ainda de acordo com a corporação, Barbosa estava nu, com um travesseiro na cabeça. O imóvel continha marcas de sangue e estava revirado. “Recebemos o chamado do assessor do vereador, que disse que não conseguia contato com ele há dois dias, o que não era comum. Ele tinha uma chave e entrou, e viu o vereador morto. Chegamos aqui e o constatou a morte”, disse o sub-tenente Heleno, supervisor do 5° Batalhão da PM, ao G1.

Vizinhos do vereador comentaram que não o vinha desde quinta-feira (6). “A última vez que o vi foi há dois dias, por volta das 9h15. Ele estava bem, feliz, conversando. O apartamento dele também era bem movimentado, principalmente aos fins de semana”, disse o vizinho Jefferson Marinho Viana.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-AL) informou que o Delegado-Geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, designou os delegados Fábio Costa, da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), e o delegado Eduardo Mero, coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para investigarem o caso.

“Toda a Segurança Pública lamenta o ocorrido e não poupará esforços para elucidar o caso”, diz outro trecho da nota (leia aqui na íntegra). Agentes da Delegacia de Homicídios solicitaram à administração do condomínio imagens das câmeras de segurança, na tentativa de identificar algum suspeito do crime. A Câmara decretou luto oficial de três dias e suspendeu as atividades neste período. “A Câmara Municipal de Vereadores também afirma que confia no trabalho da polícia e espera que as autoridades deem uma resposta rápida na elucidação do crime, identificando e prendendo os responsáveis pelo assassinato do parlamentar”, diz trecho da nota.

Deixe uma resposta