Atlético-MG empata com o Afogados-PE e, nos pênaltis, é eliminado

A zebra apareceu, e o Afogados-PE fez história!
Atlético-MG e Afogados-PE se enfrentaram na noite desta quarta-feira, no interior pernambucano, pela segunda fase de Copa do Brasil. O Galo era o favorito, mas não confirmou o status e foi derrotado pelo clube nordestino (que não completou nem o sétimo ano de vida). No tempo normal, empate por 2 a 2, com gols de Candinho e Diego Ceará (para o Afogados), Gabriel e Ricardo Oliveira (para o Galo). Nos pênaltis, após 18 cobranças, melhor para os donos da casa, que comemoraram a classificação histórica e colocam R$ 1,5 milhão no bolso. O Atlético volta pra casa e, ainda em fevereiro, já acumula duas eliminações no ano (Sul-Americana e Copa do Brasil).

Demissão em massa
A eliminação para o modesto time de Pernambuco foi a gota d’água para a diretoria do Atlético-MG em relação ao trabalho de Rafael Dudamel, que começou no início deste ano. O treinador chegou a dar entrevista coletiva após o jogo, mas pouco tempo depois a assessoria do clube informou que o venezuelano (e toda a sua comissão) não comandaria o trabalho da próxima sexta-feira, na Cidade do Galo. Junto com ele, foram demitidos Rui Costa, diretor de futebol, e Marques, gerente de futebol. Dudamel substituiu Rodrigo Santana, demitido em novembro do ano passado, e comandou a equipe em apenas dez partidas, com quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas. Além da queda na Copa do Brasil, o Galo também foi eliminado da Copa Sul-Americana, pelo Unión, da Argentina, nas mãos de Dudamel.

Primeiro tempo
A primeira metade do jogo foi morna. Poucas chances claras para os dois lados e um 0 a 0 justo. A melhor chance foi criada pelo Galo, quando Guilherme Arana parou na trave. Os primeiros 45 minutos do jogo foram a parte sem graça da partida.

Central do Apito
Teve polêmica no primeiro tempo. Em um lance dentro da área, Di Santo dividiu com o zagueiro Márcio, do Afogados, e caiu. Na Central do Apito, na transmissão da TV Globo, o comentarista Márcio Rezende Freitas avaliou o lance como faltoso. Na opinião dele, houve pênalti. O árbitro mandou o jogo seguir.

Segundo tempo
A segunda etapa foi animada. O Atlético até começou melhor, com algumas chances de gol, mas o Afogados equilibrou as ações e, no ataque, foi mais eficiente. Aos 16 minutos, Candinho acertou um lindo chute de fora da área, e Michael não conseguiu fazer a defesa. O 1 a 0 durou pouco. Aos 20, Hyoran cruzou para Gabriel empatar para o Atlético. Aos 22, Márcio (zagueiro do Afogados) foi expulso. Quando parecia que o Atlético ia passar a controlar as ações, o Afogados marcou o segundo gol, com linda jogada de Philip, aos 27 minutos. O Galo voltou a pressionar e empatou aos 33 minutos, com Ricardo Oliveira, após assistência de Guilherme Arana. O 2 a 2 permaneceu até o fim e levou a disputa para os pênaltis.

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757