Bahia: Quatro jovens são baleados durante ataque em barbearia de Brotas

Um atentado dentro de uma barbearia, na noite desta sexta-feira (12), no bairro do Acupe de Brotas, em Salvador, acabou com quatro jovens baleados.  As vítimas estavam todas reunidas no estabelecimento quando homens armados a bordo de um veículo, modelo Fox, de cor bege, chegaram ao local atirando a esmo. Após o atentado, os bandidos fugiram.

Os jovens baleados foram identificados como Valnei dos Santos de Oliveira, 20 anos, Wesley Brito da Cruz, 25, José Carlos Lima Júnior e Mário Tyson Pereira Borges da Silva, 23. Um quinto ferido foi identificado como Romualdo Alves de Souza, 22, que sofreu escoriações decorrentes de uma queda, quando tentava fugir dos atiradores.

As cinco vítimas foram socorridas por familiares e populares até o Hospital Geral do Estado (HGE), onde permanecem internadas. José foi baleado na região abdominal, pernas e braços; Mário ficou ferido na região torácica e Wesley acabou atingido nas duas pernas e braços. Todos estão em estado considerado estável.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na unidade de saúde, o crime ocorreu às 21h30, na Avenida Caetano, na Ladeira do Acupe de Brotas. O documento informa que todas as vítimas estavam na parte interior da barbearia, onde Valnei trabalha, quando aconteceu o ataque.

O jovem cortava cabelo quando foi surpreendido pelos tiros, segundo a ocorrência policial. Os demais jovens, que também se conhecem, estavam cortando cabelo no momento em que os homens chegaram armados. O registro indica, ainda, que os quatro baleados moram no local.

O caso foi tipificado como tentativa de homicídio e está registrado na 6ª Delegacia (Brotas). A Polícia Civil informou que o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai auxiliar nas investigações.

Barbearia
Na manhã deste sábado (13), ainda havia vestígios do crime na Avenida Caetano, paralela à Vasco da Gama. Marcas de sangue na parede do estabelecimento indicavam que alguém tentou se apoiar.

Ao CORREIO, um morador relatou que ouvia uma série de tiros vindos do interior da barbearia, que funciona há dez anos no local.

“Minha esposa e minha filha estavam aqui fora, ouvi e reconheci logo que eram tiros. Foram muitos, muitos tiros. Elas não souberam dizer quantos homens estavam no carro, e eu estava dentro de casa no momento”, afirmou.

Outros moradores abordados pela reportagem disseram que até sabiam o contexto da situação, mas que não falariam por medo. “Saber, todo mundo sabe, mas a gente tem medo, sei lá “, disse uma vizinha.

Sem se identificar, e visivelmente nervosa, a mãe de Valnei, um dos feridos, afirmou que o filho não é dono da barbearia. Ela, que mora a 20 metros do local, no entanto, não quis comentar outros detalhes da tentativa de homicídio.

error: Conteúdo bloqueado
%d blogueiros gostam disto: