Capitão Alden critica aumento no número de homicídios na Bahia

O deputado estadual Capitão Alden, que tem como uma das suas principais bandeiras no mandato a Segurança Pública, voltou a criticar o governador Rui Costa pela atuação do Estado para evitar o crescimento de homicídios. De acordo com dados do DATASUS/TabNet, nos últimos 15 anos a taxa do crime subiu 200% em toda Bahia. De 1993 a 2006, segundo o levantamento, 25.977 pessoas foram assassinadas no estado. A média anual era de 1.856 mortes por homicídio neste período. O ano de 2006, inclusive, foi o que registrou mais mortes: 3.288. Já de 2007 a 2020, período onde o Governo do Estado já era gerido pelo Partido dos Trabalhadores (PT), os casos saltaram.

A Bahia registrou 79.923 homicídios, cerca de 200% se for comparado com o mesmo período de tempo antes da gestão de Jaques Wagner e Rui Costa. O ano que registrou mais assassinatos foi o de 2017, com 6.807 casos. “Os números estão aí. Nunca se matou na Bahia tanto como se mata no governo do PT, o governo que vive de propaganda, de colocar a culpa nos outros, de não responder questionamentos, de perseguir quem fala a verdade.

A Segurança Pública está um caos, as pessoas com medo e não temos qualquer expectativa neste governo de solução. O Atlas já tinha mostrado o crescimento de mortes por assassinato, inclusive se mata mais na Bahia do que no Brasil. É um tremendo descaso”, disse o deputado. Capitão Alden ainda voltou a criticar o atual secretário de Segurança Pública, Ricardo Mandarino. Para o parlamentar, Mandarino faz “hora-extra” no cargo e mostra total despreparo a cada vez que se pronuncia. “O secretário de Segurança Pública, toda vez que vai dar alguma entrevista para a imprensa, lança uma pérola. É cada absurdo que me faz pensar qual foi o motivo que fez Rui Costa nomeá-lo para a pasta. A última dele foi recomendar o policial militar a ir para as ruas e simplesmente não morrer. É assim que o PT trata a Segurança Pública.

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757