Capitão Alden endossa Marcos Pollon e volta a criticar secretário da SSP por declarações sobre armas lícitas

Em vídeo publicado nas redes sociais, o presidente do Pro Armas, Marcos Pollon, criticou as declarações do secretário de Segurança Pública da Bahia, Ricardo Mandarino, que afirmou que a geração de crimes de assassinato na Bahia é reflexo das armas lícitas.

O deputado estadual Capitão Alden endossou Pollon e afirmou que Mandarino demonstra total desconhecimento da pasta que hoje chefia. Para o parlamentar, vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), é de se lamentar a postura do secretário.

“Volto a dizer que ele deveria pedir exoneração, pois não está preparado para o cargo. O secretário de Segurança Pública vem colecionando discursos que só mostram que ele não conhece nada da pasta que vem chefiando. O Governo do Estado brinca de fazer Segurança Pública. Esse é o secretário que chama o traficante de vítima, e não o policial, que está diariamente lutando para garantir a nossa segurança”, disse Capitão Alden.

Advogado, professor, conservador e presidente do Pro Armas, Marcos Pollon fez duras críticas a Ricardo Mandarino em suas redes sociais e o desafiou a um debate para provar o que chamou de “narrativa falsa” que o secretário tem falado na imprensa. “Absurdo em cima de absurdo para se comportar como capacho do governador.

É importante você lembrar que, quando o soldado Wesley foi assassinado, a gestão era do atual comandante-geral. É importante que você saiba que, em 16 anos, 89 mil baianos foram assassinados. Morreu mais baianos em 16 anos do que soldados americanos na Guerra do Vietnã.

É importante você saber que os crimes na Bahia se acumulam a cada dia, inclusive com assassinatos de policiais. Isso não é por causa de arma lícita não, é por causa da incompetência do comandante-geral, do secretário de Segurança Pública e do governador, que ao invés de estar combatendo o crime está endossando narrativa falsa.

O senhor é inepto, inapto, ignorante, e eu lhe desafio a debater comigo, onde mostrarei números e índices que desmentem essa sua narrativa falsa e mentirosa, cretina e desleal”, bradou Pollon. Ricardo Mandarino, após a morte de três policiais militares na última semana, deu uma declaração para justificar os assassinatos que gerou polêmica em todo o território estadual.

Para o secretário, “Quanto mais policial na rua, mais o risco de morte acontece”.Após esta afirmação de Mandarino, Capitão Alden utilizou da tribuna da Alba para repudiar a fala do secretário.

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757