Flamengo vira no fim sobre a Portuguesa e mantém invencibilidade de Jesus no Maracanã

Na noite deste sábado, em jogo com portões fechados por precaução contra o coronavírus, o Flamengo sentiu falta de sua torcida, jogou em ritmo sonolento e esteve muito perto de perder a sua invencibilidade no Maracanã sob o comando de Jorge Jesus. Maicon Douglas colocou a Portuguesa na frente do placar, mas o Rubro-Negro virou para 2 a 1 com dois gols após os 42 do segundo tempo: um de Marcão, contra, e outro de Arrascaeta. Vitória suada do atual campeão, que ganha até sem ir bem.

  • O Flamengo segue isolado na liderança do Grupo A da Taça Rio com nove pontos e está muito perto de confirmar sua vaga na semifinal do returno. Além disso, o time dorme com a melhor campanha do Carioca com 22 pontos, um a mais do que o Fluminense, que joga neste domingo contra o Vasco. Se o Rubro-Negro não tiver a melhor campanha e ganhar também a Taça Rio, terá que fazer uma final contra a equipe de melhor aproveitamento somando os dois turnos do Estadual.

  • Agenda

    O Flamengo voltaria a campo quinta-feira, contra o Independiente del Valle, no Equador, pela Libertadores, mas a Conmebol suspendou todas as partidas de seus torneios por causa da pandemia do coronavírus. A Ferj se reunirá na próxima segunda para decidir se vai suspender também o Campeonato Carioca. Caso o Estadual seja mantido, o Rubro-Negro jogará novamente no dia 23, contra o Bangu no Maracanã.

  • Coincidência do destino, quem caminhava para tirar a invencibilidade de Jorge Jesus no Maracanã era justamente um time de raízes portuguesas, assim como o treinador. Mas o Flamengo não deixou e segue sem perder em 2020 sob o comando do técnico. A última derrota do Rubro-Negro no Maracanã vai completar um ano no próximo dia 3 de abril.

  • Os 90 minutos

Sem Gabigol, Diego Alves, Filipe Luís e Thiago Maia, vetados por desgaste muscular, o Flamengo nem de longe parecia o melhor time do Brasil e da América do Sul. Jogadores em ritmo de treino, displicentes na cara do gol e insistindo sem sentido na bola aérea. Mesmo irreconhecível, a equipe criou boas chances no primeiro tempo com Bruno Henrique, que ficou devendo assim como Pedro. No segundo tempo, Maicon Douglas contou com um desvio em Rafinha para abrir o placar aos 12 minutos, e o Rubro-Negro demorou a reagir mesmo com as entradas de Michael, Vitinho e Lincoln. Bruno Henrique mostrou que realmente estava mal ao perder uma chance cristalina aos 30. Mas aos 42, em chute cruzado de Vitinho, Marcão jogou contra o próprio patrimônio e deixou tudo igual. Três minutos depois, Arrascaeta usou seu talento para virar o placar em belo chute da entrada da área.

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757