‘O sofrimento do isolamento é maior quando você perde alguém da família’, diz sobrinho de advogado morto por coronavírus

O advogado criminalista Nabil Kardous, de 65 anos, morreu na última quarta-feira (18) em São Paulo em decorrência do novo coronavírus. Familiares lamentam que seu velório durou apenas 15 minutos, respeitando orientações estaduais para evitar aglomerações. Apenas uma parente acompanhou o caixão, que estava lacrado.

Segundo Paulo Kardous, sobrinho da vítima, Nabil estava se recuperando de uma pneumonia quando contraiu o vírus. Ele nasceu no Cairo, capital do Egito, e no Brasil fez carreira no ramo do direito criminal.

“Quando ele voltou eles foram tentando medicar conforme conseguiam, sem sucesso, na quarta-feira (18), ele faleceu”, conta Paul. Ele relata ainda que outro familiar foi infectado com o vírus Sars-CoV-2.

“Eu não quero que ninguém passe o que passei perder uma pessoa assim tão rápido num susto, ter a outra pessoa da família também infectada”, afirma.

“O sofrimento desse isolamento é muito maior quando você perde alguém da família e não pode dar um abraço. Muito maior do que o sofrimento de você estar na sua casa e não poder sair pra ir pra academia”, afirma Paul.

A Secretaria da Saúde de São Paulo e a prefeitura da capital publicaram regras para a realização de velórios na cidade.

De acordo com Luiz Fernando Ferraz da Silva, diretor do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), o limite é de até 10 pessoas por velório. A orientação visa evitar aglomerações e novas contaminações.

40 mortes em SP

Com mais dez mortes confirmadas nesta terça-feira (24), subiu para 40 o número de mortes pelo novo coronavírus no estado de São Paulo, segundo o Ministério da Saúde. O total é 33% maior que o do último balanço. São 810 casos confirmados, 8,5% a mais do que no dia anterior.

Dos dez novos óbitos confirmados desde segunda-feira (23), seis são homens (71, 75, 79, 80, 89 e 93 anos) e quatro mulheres (48, 65, 84 e 85).

Pela primeira vez foram registradas mortes fora da capital paulista, em cidades da Grande São Paulo. A mulher de 48 anos tinha comorbidades (problemas de saúde prévios) e era de Vargem Grande Paulista. As outras cidades da Grande São Paulo com registro de óbitos foram Guarulhos (mulher, 85 anos), Taboão da Serra (mulher, 84) e Osasco (homem, 79). Pessoas com comorbidades e idosos estão no grupo de risco da Covid-19.

Do total de mortes registradas até o momento, 37 ocorreram em hospitais privados e três em hospitais do SUS (Sistema Único de Saúde).

O balanço do ministério aponta ainda que o Brasil tem 46 mortes pelo novo coronavírus. As outras mortes ocorreram no estado do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/brasilno/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757