Tite tornou a equipe mais ofensiva na etapa final, colocando Vinícius Junior no lugar de Fred, que já tinha cartão amarelo. Mas a Colômbia, com cinco no meio de campo, não permitiu ao Brasil uma grande pressão. Uma falta cobrada por Neymar, que Ospina espalmou, foi a única chance nos 15 primeiros minutos.

TIME LEVE

Então, Tite mexeu de novo. Trocou o de novo apagado Gabriel Jesus – que saiu vaiado – por Matheus Cunha e Raphinha, nesta quinta apenas regular, por Antony.

O time ficou mais leve, mais atrevido, e pouco depois saiu o gol. Mas saiu em jogada de três jogadores que já estavam em campo. Marquinhos recuperou uma bola e tocou para Neymar, com belo toque, deixar Paquetá na frente de Ospina. O goleiro colombiano ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar que ela morresse sutilmente na rede.A classificação estava garantida, para alegria dos 22.080 presentes na arena. Um público aquém do esperado, mas que teve o que comemorar.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 1×0 COLÔMBIA

BRASIL – Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred (Vinícius Jr.) e Lucas Paquetá (Fabinho); Raphinha (Antony), Gabriel Jesus (Matheus Cunha) e Neymar. Técnico: Tite.

COLÔMBIA – Ospina; Munõz (James Rodríguez), Davinson Sanchez, Tesillo e Mojica (Cuellar); Barrios (Muriel), Lerma, Yario Moreno, Cuadrado, Luiz Díaz (Martínez); Zapata (Borja). Técnico: Reinaldo Rueda.

GOLS – Lucas Paquetá, aos 26 min do segundo tempo.

JUIZ – Roberto Tobar (CHI).

CARTÕES AMARELOS – Mojica, Cuadrado, Fred, Barríos, Neymar, Casemiro, Vinicius Junior.

PÚBLICO – 22.080 presentes.

RENDA – R$ 7.111. 200,00.

LOCAL – Neo Química Arena.